Tempo de Leitura: 3 minutos

Vinte e quatro horas é o tempo que cada dia nos oferece. Mil quatrocentos e quarenta minutos. E parece que nunca chegam para tudo o que queremos fazer. A maior parte de nós gostava de conseguir produzir mais com o tempo que tem disponível. E pode ser produzir mais trabalho para responder às responsabilidades profissionais ou não levar trabalho para casa e ter tempo para fazer outras coisas.

O psicólogo organizacional Adam Grant diz-nos algo muito relevante a este respeito: que a produtividade é menos sobre gestão de tempo e mais sobre gestão da atenção.

A produtividade é menos sobre gestão de tempo e mais sobre gestão da atenção.

E a verdade é que há cada vez mais estímulos que consomem a largura de banda da nossa atenção. O mais presente para a maior parte de nós é mesmo a tecnologia, como o telemóvel e tudo aquilo que nos permite fazer. Ou a expectativa de conexão constante e resposta imediata consomem a nossa atenção.

E a quantidade de informação que temos hoje disponível? Eu às vezes sinto-me perdida no meio de tantos livros, artigos e vídeos que quero ver. Se há alguns anos assistíamos atentamente a um vídeo de 5 minutos, hoje, ou conseguem captar a nossa atenção nos primeiros segundos, ou perdem-nos facilmente para outro tema.

Aquilo que verificamos é que a riqueza da informação de que dispomos e a facilidade de acesso a tudo e a todos através da tecnologia, conduziu a uma pobreza de atenção. E isso é algo que tem impacto a vários níveis: no nosso bem-estar, na qualidade do nosso trabalho e na qualidade das nossas relações pessoais e profissionais.

E não só! A nível económico verifica-se que o número de horas de trabalho com atenção limitada resulta num custo elevado para as organizações. Por pessoa perdem-se, anualmente, 28% do total de horas de trabalho o que na prática é mais de um dia de trabalho por semana.

A nossa atenção enfraquece com as distrações decorrentes do uso da tecnologia, das interrupções, do ruído à nossa volta e, ainda, com as divagações da nossa mente. E por isso, mais do que tomarmos consciência desta realidade, precisamos de saber o que está ao alcance de cada um de nós para invertermos esta tendência, e aprendermos a gerir melhor a nossa atenção, que é um recurso limitado que devemos proteger.

No curso online Melhorar o Foco falamos nisso. 🙂 

Se quiserem inscrever um grupo de empresa falem comigo pois tenho a possibilidade de preços especiais para grupos.

FERRAMENTAS

Extensões úteis (grátis)

Extensões úteis (grátis)

Este mês partilho 4 extensões que experimentei recentemente no Chrome. Algumas também funcionam noutros browsers. Fika: limpa o browser para ler o conteúdo limpo. URL render: para ver o site a partir de um...

read more
Porque o tema do foco me entusiasma

Porque o tema do foco me entusiasma

Já devem ter percebido que o tema de como criar foco me entusiasma tanto, tanto que às vezes penso que deve ser um dos meus propósitos: mostrar que é possível e que podemos viver melhor mais focados. A...

read more

AO COMANDO DA OBJETIVO LUA

Ana Relvas, Ph.D & Consultora de Desempenho

Ana Relvas é a propulsora da Objetivo Lua, projeto que cresceu da sua vontade em ajudar outros a concretizarem o seu potencial e foi construído sobre uma carreira de mais de 10 anos como Gestora e Engenheira Aeroespacial.

É esta experiência que, aliada à formação como Coach e Master Practitioner em Programação Neurolinguística, permite entender os desafios profissionais atuais e desenhar programa para cada pessoa, equipa ou empresa.

 

 

 

Soluções   Cursos   Recursos
Quem Somos   Blog   Contactos

 

 

 

Copyright © 2018 Objetivo Lua. Todos os direitos reservados. Powered by Business Config.